FNO Notícias

Nesse momento, o SINDIORP apresenta um resumo da atuação da FEDERAÇÃO NACIONAL DE ODONTOLOGIA - FNO. Os anos de pandemia provocaram uma diminuição nas atividades econômicas e sociais, além de impedir uma atuação maior de todos os setores da nação. Ainda assim, a FNO conseguiu interferir em algumas decisões importantes para os odontologistas. Lutou, e continua lutando para se fazer obrigar o salário-mínimo profissional para profissionais odontologistas e médicos contratados, seja pela iniciativa privada, seja pelos entes público, além de propor uma modificação para os valores mínimos, outra luta incessante é aquela que se refere à reforma previdenciária e a aposentadoria especial.

Visando a criação de novas oportunidades de emprego para os cirurgiões dentistas, solicita a criação e implantação de carreira inter federativa única e nacional do SUS, através de implantação do plano nacional de carreiras, cargos e salários dos profissionais de saúde. juntamente com a FEDERAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA propõe a ODONTOLOGIA ESPECIALIZADA NO SUS. Luta também pela inclusão dos dentistas no programa MÉDICOS PELO BRASIL, na atenção primária à saúde. Também se colocou frontalmente contra à tentativa de implementar cursos de odontologia a distância, e solicitou a regulamentação da telemedicina na odontologia. SOLICITOU, AINDA, A AMPLIAÇÃO DOS SERVIÇO TERCIÁRIO ADEQUANDO A ODONTOLOGIA PARA OS PACIENTES ASSISTIDOS EM UNIDADES HOSPITALARES. Solicitou, ainda, junto ao ministério da saúde, a ampliação da política nacional de saúde bucal, a fim de garantir o cumprimento constitucional de garantia de direitos com reorganização e ampliação da atenção e assistência em saúde bucal nos três níveis de atenção. Busca, também, a inclusão de cirurgiões-dentistas especialistas em odontologia do trabalho.

Junto à ANVISA, esclareceu sobre a abrangência da área de atuação e de prescrição de medicamentos por odontologistas.